Skip to main content

Precisamos falar sobre relacionamento abusivo

Nunca se falou tanto sobre relacionamento abusivo. A internet tem sido o principal canal de veiculação do tema, abrindo espaço para diálogo e uma troca que faz a diferença para quem está passando por essa situação! Gratidão, internet, por aproximar pessoas e alertar quem precisa! ❤

Pra ajudar e dar as mãos juntas, precisamos desmistificar algumas coisas que nos empurraram garganta abaixo. E quando dizemos garganta é porque o silêncio reina, impedindo a fala, e o abuso continua. Se isso estiver acontecendo com você, não se cale!

As ações dele fazem com que você se sinta estranha e se questione sobre a normalidade do que aconteceu.

Falar com alguém próximo pode ajudar a perceber se algo foi normal ou não. Lembre-se de que você não vai ser julgada com uma amiga.

Ele não te agride, mas desconta a agressividade batendo em objetos

Isto é uma forma de ameaça, afinal, ele só mostra a força dele querendo dizer que você pode ser a próxima.

Ele sempre é agressivo ou violento, mas toda vez promete que não vai mais fazer isso e vai mudar

Não caia no conto da carochinha. Pode demorar horas, dias, um mês, um ano: o ciclo de violência sempre dá a volta e aparece de novo.

Ele fala que briga de homem e mulher só diz respeito aos dois

No Brasil, dois terços dos casos denunciados de violência contra a mulher são praticados por atuais ou ex-companheiros, segundo boletim de novembro de 2016 da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM). A pergunta que não quer calar é: alguém de fora presenciou o abuso e fez algo em relação a ele?

Ele te faz sentir culpada pelas ações que ele tem
Amiga, não se culpe. Cada pessoa é responsável por suas próprias ações. Você não o fez fazer nada, ele fez porque quis.

Você faz coisas contra a sua vontade
Isso pode acontecer de diversas maneiras, inclusive sexualmente, caso ele faça você se sentir culpada ou na obrigação de satisfazê-lo sem a sua vontade.

Se você se identificou com algum desses quesitos, não se cale. Converse, busque ajuda e acima de tudo, SE AME.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4339

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4339