Skip to main content

MASTURBAÇÃO: uma incrível jornada pelo autoconhecimento

Você já foi em busca de algum tipo de de solução para “curar” ou acalmar as coisas do lado de dentro? A masturbação deveria ser um dos assuntos mais corriqueiros entre nós, mulheres. Por outro lado, ainda há uma redoma de culpa, vergonha, medo e uma série de sentimentos deixados de herança por uma sociedade patriarcal.

As dúvidas que surgem quando sentimos algo deveriam servir de incentivo para buscarmos respostas. Pelo menos é isso que a vida nos ensina, né? Desde a infância somos ensinadas que “porque não” é resposta, que não pode porque é feio, que menina não faz “essas coisas”, mas e quando isso afeta a felicidade e, mais especificamente, o prazer?

Não sentir prazer não nos afeta apenas fisicamente, mas emocionalmente e psicologicamente. Se você está passando por um momento de descobertas, saiba que isso é perfeitamente compreensível, natural e maravilhoso!

A masturbação é uma incrível jornada pelo autoconhecimento. Através dela é possível entender como funciona, dentre outras coisas, a nossa dinâmica de desejo, o que nos excita, como lidamos emocionalmente com o turbilhão de sentimentos (ou não) que surge e como é pra cada uma de nós chegar lá. Sim, manas! Porque não há uma forma adequada ou aceita de chegar lá, existem diversas maneiras, jeitos, formas e opções e CADA UMA encontra a sua!

É super legal perceber como nossas emoções influenciam no nosso desejo, positivamente ou negativamente. Além disso, no momento do orgasmo rola uma sensação de desprendimento e/ou desligamento completamente necessária pra nossa saúde mental, espiritual e sexual. Isso levanta outra questão, muito pertinente: a parcela de mulheres que ainda não viveu essa experiência. Se esse é o seu caso, calma…Tenha paciência com si mesma! ❤ Pensar em algumas questões pode ajudar a ‘descortinar’ o véu:

 

🌸 Como anda meu ciclo menstrual?

🌸 Estou tomando algum medicamento que influencia nos meus hormônios?

🌸 Sinto culpa, vergonha ou medo de ter prazer sozinha?

🌸 Enfrento alguma situação emocional atualmente, como ansiedade, estresse ou depressão?

🌸 Já passei por alguma experiência que não curti?

🌸 O que eu tenho vivido em termos de crenças religiosas e/ou culturais?

🌸 Sinto vergonha de falar sobre isso com alguém próximo?

 

Pode parecer bobo, mas usar essas perguntas como um guia pra se entender melhor é o ideal pra iniciar sua jornada em busca do autoconhecimento.

Estamos felizes de você ter lido até aqui, porque preparamos algumas sugestões pra ser o apoio que você tanto quer e precisa!

 

💋 Pompoarismo

Essa poderosa ginástica do prazer serve para contrair e descontrair os músculos da vagina, você pode fazer em qualquer lugar: sentada, deitada, trabalhando ou quando estiver relaxando em casa! 💁

 

💋 Brinquedos eróticos

Você já deve ter se perguntado “como os brinquedos eróticos podem mudar a minha vida?” Pois é, a melhor resposta é a clássica ‘não se trata do destino, mas da viagem.” É justamente sobre a jornada do autoconhecimento que estamos falando. Os brinquedos eróticos oferecem o que você precisa, mas o poder é todo seu!

 

💋 Leituras eróticas diversas

A imaginação serve pra romper com a realidade, óbvio! Que tal usar esse universo “lendo” formas de arte erótica, como livros, filmes e quadros?

 

💋 Liberte-se da ideia de que você deve algo a alguém, além de si mesma

O corpo é seu e você é livre pra desejar, sentir e fazer o que quiser!

Curtiu esse post? Deixe sua opinião nos comentários, conte suas experiências e fique à vontade pra usar nossos canais de comunicação pra falar sobre isso! Estamos aqui 🙋💖

Visite nosso site e confira todos os nossos brinquedos eróticos: www.segredoerotico.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4344

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4344