Skip to main content

A magia das bolinhas tailandesas

Criadas há muitos anos, no Oriente, as bolinhas tailandesas foram desenvolvidas como um acessório sexual feminino para auxiliar na prática de exercícios íntimos. Mais recentemente, se espalhou pelo ocidente devido a sua eficácia e segurança quanto ao uso.

Ao serem introduzidas e manuseadas, elas fazem movimentos aleatórios que proporcionam uma agradável e excitante massagem na musculatura, o que pode incrementar bastante o orgasmo.

Além disso, a magia das bolinhas tailandesas permite:

  • Melhora da autoestima, confiança e performance sexual;
  • Aumento do apetite sexual;
  • Aumento da sensibilidade;
  • Melhora da lubrificação íntima;
  • Torna mais erótico, mais gostoso e mais excitante o ato de se tocar;
  • Possibilita orgasmos mais intensos tanto por masturbação quanto por penetração;
  • Desperta novas sensações;
  • Ajuda na prevenção de escape de urina e queda de órgãos pélvicos.

Como fazer o exercício?

Primeiro limpe e higienize as bolinhas;

Depois lubrifique as bolinhas com gel a base de água (como esse aqui);

Introduza a primeira bolinha dentro da vagina delicadamente. Ao passar a entrada da

vagina, faça uma contração dos músculos locais como se fosse retê-la, sugando essa bolinha um pouco mais para dentro.

Em seguida, introduza a outra bolinha e certifique-se de que as duas bolinhas estejam dentro da vagina, ficando para fora somente o cordão para retirada delas no final.

Viu como é fácil? Mas se surgirem dúvidas ou você ficar insegura, procure um fisioterapeuta!

Garanta já a sua bolinha tailandesa: http://bit.ly/2p5B9yh e conheça também nossos outros produtos: www.segredoerotico.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4344

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4344