Skip to main content

Desmistificando o Squirt, a Ejaculação Feminina

Você já ouviu falar em “squirting”? A palavra vem do inglês squirt, que significa esguichar e faz referência à ejaculação feminina. Ela é conhecida desde o tempo de Aristóteles mas, com a indústria pornô, adquiriu uma categoria própria, com os diversos truques feitos para intensificar o momento do clímax. Basicamente, a ejaculação feminina é caracterizada pela excreção de líquidos pelas glândulas de Skene: a substância que sai não está diretamente relacionada ao líquido de lubrificação vaginal e nem à urina.

É possível mesmo? Embora todas as mulheres possam, nem todas ejaculam e, mesmo as que o fazem, podem não ejacular sempre, o que é possível através da estimulação do ponto G, o grande amigo das mulheres. Uma das melhores posições para conseguir chegar lá é deixar as pernas bem para cima, você pode apoiá-las nos ombros do seu parceiro, enquanto ele estimula o ponto G com os dedos, lábios e língua, intercalando movimentos circulares e movimentos suaves. Outra posição que pode facilitar o squirt é ficando por cima. Depois da penetração, peça a ele que estique suas pernas e deixe-as bem juntinhas. Na sequência, experimente apoiar suas pernas sobre as dele mantendo o pênis dentro do canal vaginal, bem apertado. Depois, vale a pena iniciar movimentos de cima para baixo estimulando o clitóris. Nessa posição, você ganha o controle da pressão e velocidade do estímulo, que pode encontrar o caminho do clímax com mais facilidade e, quem sabe, conseguir um squirt.

Ficou curiosa para descobrir a sensação? É, basicamente, um orgasmo com um diferença, a de que o parceiro percebe. No orgasmo comum, a mulher sente uma pressão bem forte na região do clitóris, devido a excitação e pela circulação de sangue, que aumenta, há uma perda de controle dos músculos do próprio corpo, com espasmos, e o relaxamento. No squirt, há uma contração local onde está sendo massageado e, assim que o líquido sai, inodoro e incolor, a mulher volta a ficar relaxada. Como é para o parceiro? Como ele está estimulando, sente uma grande dilatação, que pode parecer que dobra de tamanho e depois aperta novamente.

E aí, vai experimentar sozinha ou com o parceiro? O melhor do sexo é não ter moderação! Acesse o nosso site e conheça os nossos produtos: www.segredoerotico.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4339

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/segredoerotico/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4339